11 de fev de 2012

ACUPUNTURA E DOENÇA DE PARKINSON

EFEITOS DA ACUPUNTURA NO DESEMPENHO DA MARCHA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON


Cara Drª Mônica,

Conversei contigo por telefone sobre a possibilidade de integrar voluntários Parkinsonianos ao meu projeto final de Mestrado em Acupuntura, no qual estou realizando em Cantagalo-RJ, num local anexo ao meu consultório de Fisioterapia, 04 sessões GRATUITAS de acupuntura (1 sessão semanal) em pacientes com Doença de Parkinson que tenham prejuízo na marcha (mais lenta, com passos mais curtos) e se disponham a participar da pesquisa.

A cada sessão, realizarei antes e após a acupuntura 2 testes. Um deles é para verificar o comprimento do passo (paciente dá um passo, eu colo uma fita crepe àfrente do pé dele e meço com fita métrica o tamanho do passo) e o outro é para verificar a velocidade da marcha (paciente anda por um corredor de 6 metros e eu marco o tempo que ele leva para completar o percurso), sendo que todos esses testes são feitos 3 vezes para que seja considerado o valor médio, de modo que a medida seja mais confiável.

Para participar, basta o paciente voluntário, que preencher os pré-requisitos (ter Doença de Parkinson E prejuízo na marcha), marcar previamente a consulta, levar documento de identidade e assinar o termo abaixo (ambos na consulta de estréia).

Como a senhora já sabe, a Acupuntura é um tratamento INDOLOR.

Não descarto a possibilidade de realizar a pesquisa em Niterói, porque preciso do maior número possível de voluntários. Por isso, seria ótimo se, de antemão, a senhora pudesse verificar com os participantes do seu grupo, até mesmo repassando esse e-mail, sobre o interesse deles em participar desse trabalho de Mestrado.

No entanto, como a pesquisa em Niterói ficaria bem dispendiosa para mim, já que eu mesma banco a pesquisa, peço que, caso ainda mantenha contato com algum Parkinsoniano de Santo Antônio de Pádua, repasse esse e-mail. Como trabalho lá uma vez por semana, caso seja mais fácil para os voluntários, posso realizar a pesquisa em Pádua, às terças-feiras, desde que haja um corredor ou calçada retos, com 7 metros de comprimento e um local de fácil acesso com cadeira para aplicação da Acupuntura.

Estou disponível para qualquer esclarecimento e desde já agradeço pela atenção.

OBS: peço que confirme o recebimento desse e-mail.

Dra. Loren da Silva Pereira


O GAP CONVIDOU A DRA LOREN PARA FALAR SOBRE O SEU PROJETO NA REUNIÃO DO DIA 17 DE MARÇO, 14.00 HORAS, LEMOS CUNHA 355.

QUEM QUISER PARTICIPAR DESSA PESQUISA COMO VOLUNTÁRIO, PODE SE COMUNICAR COMIGO OU REGINA.

AGUARDAMOS POR VOCÊ.

MONICA SOUTO E REGINA PEREIRA