26 de jul de 2012


Um tremendo grupo


Compositor de destinos
Tambor de todos os ritmos
Tempo, tempo, tempo, tempo
Entro num acordo contigo
Caetano Veloso

No começo era só um desejo.
Desejo de reunir, trocar, ajudar.
O desejo, alimentado com carinho (Regina e Monica falam com saudade da reunião do Chapéu Violeta) tornou-se realidade num mês de julho de 2009.
Naquela tarde, estavam presentes (além das autoridades da UNEI, cuidadores e voluntários) os companheiros Nemércio, Monica, Regina, Maria Lucia, Alexandre, Nylton e Ana Maria.
Um desejo, uma vontade. Pessoas reunidas. Um grupo. Um grupo de ajuda. Um grupo de amigos (acima de tudo). Reunidos em torno de uma mesa, dispostos a acolher quem quiser, quem vier.
Igual a um coração de mãe _ onde sempre cabe mais um. O GAP (Grupo de Ajuda Parkinson Niterói) foi crescendo. Sempre baseado no desejo de reunir, trocar, ajudar. Sempre alimentado por um sentimento de amizade, de intimidade mesmo.
Esse vínculo mantem o grupo unido até hoje. Crescendo apesar tudo (inclusive a falta de uma sede própria). Ah! Como seria bom se tivéssemos o nosso próprio cantinho.
E hoje, vindo de mais uma reunião mensal do GAP. Trago o coração cheio dos mesmos sentimentos que solidificaram a existência do nosso grupo. Reunião, troca, ajuda e principalmente amizade.
Apesar de uma pauta recheada de temas importantes (o resultado da pesquisa da fisioterapeuta Loren Pereira ou a falta de medicamentos para os PKs), não deixamos de sentir falta dos companheiros Edmundo, Olinto, Edson, José Augusto, por exemplo. Acolhemos novos companheiros. Sejam bem vindos Srs Joubert, Carlos Henrique, Maria Regina e Regina, Mairy e sua irmã Nely, as cuidadoras Silvana e Gilmara, e a Tilda, sintam-se em casa.
E também planejamos uma festa “julhina” para festejarmos os três anos do GAP.
Outra coisa muito importante.
Maria Lucia me presentou com cópias de CDs e DVDs de shows da minha cantora favorita. Vindos diretamente do seu acervo particular.
Obrigado minha amiga.
Coisas do GAP.
E por falar em “coisas do GAP”, vou encerrar lembrando um trecho de poema de Machado de Assis distribuído entre nós pelo companheiro Gustavo.

“Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, não se vende.
Amigo a gente sente!”
Grupo de Ajuda Parkinson Niterói-GAP

Que estejamos juntos por muitos anos, sempre com a mão estendida para ajudar aqueles, que como nós tremem mas não deixam de lutar por uma vida melhor.

Alexandre Ferreira Sandoval

PARABÉNS!!!!!!!!!!!!

Reunião Mensal do GAP - o que rolou...


Reunião Mensal do GAP - o que rolou...

Olá, Amigos do GAP, sábado, dia 16/06, estivemos juntos no auditório do Praia Clubesão Francisco, numa reunião animada. Sentimos a falta do Edmundo, Olinto, Edson, Veloso, Luiz Fernando, JoseAugusto, da Marise, e de nossas voluntarias Fabiana, Leda. Espero que todosvocês estejam bem e que tenham faltado por um compromisso mais legal. Nós entendemos...rsrsrrs
Mas em compensação tivemos a grata surpresa de termos outras adesões aoGrupo.Sejam Bem vindos Srs Joubert, Carlos Henrique, minhas xarás: Maria Regina e Regina , Mairy esua irmã Nely, as cuidadoras Silvana e Gilmara, e a Tilda, sintam-se em casa.
Bom falamos sobre muitas coisas ontem, vou fazer um resumo pra vocês.
- Primeiro enquanto esperavamos o pessoal chegar o Itamar falou sobre nosso coral, ele precisa saber quem está interessado em participar. Estamos fazendo uma relação, portanto quem quiser ésó me avisar para incluir o nome na listagem. Vamos precisar arranjar um lugar e ai então resolveremos o horário e dia. Quem já está na lista: Froes e Sonia, Regina,Miriam Mª Lucia Monica e Messias, Nylton, Carlos Henrique

- A Monica iniciou a reunião lembrando uma sugestão do Itamar de fazermos uma oração no inicio das nossa reuniões. Ela então convidou o proprio Itamar para fazer a oração daquele dia.
A seguir li uma poesia trazida pelo Gustavo “Bons Amigos” de Machado deAssis.
- Lembramos sobre o texto que ficamos de fazer sobre: Como a Parkinson modificou nossa vida, como o encaramos e qual experiência podemos passar para os outros...
O Alex começou a escrever a partir da frase : Diagnóstico: Doença de Parkinson. Eu também escrevi vou postar no blog do GAP Niterói. Escrevam também e mandem para mim, se não quiserem ser identificados é só me dizer,
- Às vezes (quase sempre) nós deixamos nossos cuidadores, acompanhantes,família etc, doidos, por que eles não sabem como ajudar. Foi por esse motivo que a Keila foi procurar na internet ajuda e só encontrou coisas muito técnicas. Ela então resolveu fazer um blog com essas informações que vocês cuidadores tem e querem compartilhar, trocar informações etc... Ela vai mandar pra vocês um e-mail para nortear suas respostas... Ela pretende colocar as informações que vocês passarem pra ela no blog do jeitinho dela. Acho que vai ser bem legal...
- A Fisioterapeuta Loren Pereira fez com voluntários do nosso grupo, uma pesquisa que tem como objetivo saber a influencia da acupuntura na velocidade da marcha e do comprimento do passo. Foram 4 sábados que estivemos com ela e suas agulhinhas, rsrsrs. Obrigada aos participantes, pois com essas pesquisas vamos ganhando melhor qualidade de vida, e obrigada a Dra Loren Pereira porque está estudando algo em prol da Doença de Parkinson.
- A questão dos Remédios também foi discutida e estamos novamente com problemas. Muitos não estão recebendo as medicações pelo estado e ou município e o que ainda é mais grave não tem encontrado nas farmácias e quando encontram o preço é mais caro. Temos que juntos pensar soluções..
- O próximo Congresso das Associações de Parkinson será em Belo Horizonte nos dias 25,26,27 de abrile no dia 28 de abril de 2013 terá o RUN FOR PARKINSON fechando as atividades do mês da conscientização da Doença de Parkinson.
-Falando nisso nós ,do GAP Niteroi, fomos convidados a fazer aqui em Niterói o evento Run for Parkinson que é uma caminhada/ corrida pela cura da doença de Parkinson. Ficamos felizes pelo convite e vamos arregaçar as mangas e preparar um belo evento, claro com a sua ajuda.
- Deixei por ultimo a festa , sim o GAP Faz 3 anos de atividade e temos que comemorar... Ficou resolvido que faremos uma festa junina, no dia 28 de julho, aqui em minha casa no Rio do Ouro a partir de 14horas. A ideia é cada um trazer um quitute, doce ou salgado ou refrigerante, Para que não haja repetição de delicias peço que cada um escolha o que vai trazer e me diga. Alguns já escolheram , vou preparar um mapinha pra vcs chegarem no ARRAIA DO TREMIDÃO? Ou quem sabe o TREMENDOARRAIÁ? você tem outra sugestão mande para mim e fazemos uma votação..
E isso pessoal!
Estou aguardando vocês dia 28/07/2012, e não esqueçam do texto, mande pra mim, reginampereira@ig.com.br o tema é: Diagnóstico: Doença de Parkinson



...


3 de jun de 2012

Efeitos da Acupuntura no tamanho do passo e na velocidade da marcha do paciente de Doença de Parkinson



Publicamos em nosso blog, em 11 de fevereiro, um convite da
Dra. Loren Pereira para o GAP participar  de uma pesquisa do
seu projeto de final de mestrado em Acupuntura. Inicialmente,
 pensou em buscar voluntários em Pádua, local onde já trabalha,
mas não descartou a possibilidade de realizar a sua pesquisa em
Niterói, onde encontrou um grupo maior para atender ao seu
objetivo. Era preciso criar condições adequadas para a pesquisa:
local, data, voluntários.

No dia 17 de março, no auditório Onofre Bogado do Praia Clube 
São Francisco, a Dra. Loren falou sobre a importância da Acupuntura
 e seus efeitos no tamanho do passo e na velocidade da marcha do
 paciente com Parkinson.
Sua fala clara, objetiva motivou o grupo para participar  da pesquisa.
Foram quatro sábados seguidos: 12, 19 e 26 de maio e 2 de junho:
Dra Loren, O GAP e as agulhinhas.


 Parkinsonianos que participaram e concluíram a pesquisa:
Regina, Monica, Itamar, Maria Lúcia, Ana Maria, Sergio, Carlos Nei, Euzi,
Alexandre e Gustavo.

Foram quatro sessões de acupuntura e de uma relação saudável que
 foi se fortalecendo a cada encontro. Sua competência, equilíbrio,
 comprometimento com o outro,  conquistou a todos.

Na última sessão, recebemos Maria Jacinta que nos trouxe esperança
 da conquista de um local para a realização de nossos encontros.

Sorte ou resultado da dedicação e trabalho de cada um?

1 de jun de 2012

Diagnóstico: Doença de Parkinson


E agora? O que fazer?
Essas e outras perguntas me acompanharam no caminho do consultório para casa.
O médico dissera: doença degenerativa que afeta os movimentos do corpo, porque o cérebro deixa de produzir dopamina.
E agora? O que fazer?
Aos poucos iria perder os movimentos!! Deixaria de andar!!
Travei.
Uma das primeiras descobertas. O stress acentua a rigidez muscular. Agente trava.
Entrei em casa, liguei para uma amiga. Precisava dividir com alguém as sensações que aquele diagnóstico despertara.
Ela disse: conta comigo.
Eu pensei: e agora? o que fazer?
O tempo foi passando ...
E como diz a sabedoria popular: nada como um dia após o outro, com uma noite no meio para arrumar as ideias.
Naquele dia, acordei e como de costume liguei a televisão.
Na tela Ana Maria Braga reunia para um batepapo duas pessoas ilustres Xuxa e Monica Souto. Elas conversavam sobre a Doença de Parkinson.
Essa conversa abriria para mim novas possibilidades. Nela encontrei resposta para a pergunta: o que fazer? A partir, prinpalmente, do testemunho de Monica eu descobri que:
_ Além de não morrer disso (como me dissera o neurologista). Eu poderia viver bem .
Comecei a participar das conversas nas salas de batepapo, promovidas pelas Associações de parkinsonianos de São Paulo e do Paraná na internet. Nelas ,as experiencias dos meus companheiros apontaram caminhos (soluções praticas e criativas para dificuldades do dia dia e uma dica : frequente as reuniões mensais das Assoociações de Parkinsonianos).
E agora ? O que fazer?
Trocar experiencias.
Movimentar-se.
Alimentação sáudavel.
Enfim, como diria minha gurua Monica Souto (em uma conversa recente):
_" Parkinsonianos muitas vezes cansam, mas feliz é aquele que não perde a força."

14 de mai de 2012

O GAP - Niteroi está participando da pesquisa da Fisioterapeuta Loren Pereira, sobre

"EFEITOS DA ACUPUNTURA NO TAMANHO DO PASSO E NA VELOCIDADE DA MARCHA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON

 
O primeiro a participar foi o Itamar, seguido do Edmundo, a Maria Lucia, o Carlos Nei (da APC) depois o Alexandre, o Sergio, a Euzi, Monica, Ana Maria, Gustavo, Regina e Nylton...



Teve gente que não apareceu nas fotos... na próxima não me escapam...


Antes de começar a medir o passo a Loren faz algumas perguntas, sobre doenças, remédios etc...


Nas fotos vocês poderão ver , estão um pouco misturadas,,, na proxima sessão organizarei melhor as fotos para tirar...


O pessoal ficou tranquilo, nada de medo de agulhas... teve gente que at´´e cochilou...
ca pra nós dormir é meio dificil né?

Bom a dica é a seguinte:

- anotem tudo que sentirem de diferente, de bom e de ruim tb, nao que tudo vá ter relação ,mas pode ser util na pesquisa...

- Ah! desejo que vocês passem muito bem essa semana...


 
Acompanhe

Primeiro é medir o passo: o direito e depois o esquerdo, 3 vezes de cada lado.

Segundo: cronometrar velocidade da marcha: numa distancia marcada, também 3 amostras.

Terceiro sentados a pesquisadora coloca então as agulhas de acupuntura nos pontos especificos para o que ela pretende.

Quarto: novamente medir o passo, direito e esquerdo, 3 vezes cada e cronometrar a velocidade da marcha tb mais 3 vezes

E é só... por hoje... sabado que vem tem mais...

9 de mai de 2012

INTEGRAR PARA SUPERAR


O II Encontro Nacional de Lazer de Parkinsonianos em Salvador-Bahia, foi um evento marcado por momentos de alegria e muito bom humor integrando   Associações de Parkinson e Grupos de Ajuda de vários estados. Foram atividades que nos fizeram esquecer  nossas dores, desânimos e tristezas.


A Doença de Parkinson dói no corpo e na alma nos fazendo dependentes porém conscientes, permitindo algumas escolhas. Podemos  encontrar alternativas que possibilitem reformular a vida, buscar novas formas de viver, de se relacionar abrindo caminhos de superação. Gostar de si mesmo, se familiarizar com os fatos, sabendo do que está ocorrendo, é um movimento em direção às soluções. Para superar  o sofrimento emocional e encontrar o desejo de viver, precisamos partilhar com outras pessoas que passam pela mesma dor. Dentro de cada pessoa existe uma força que pode não curar, mas pode deter o avanço da doença. Não somos os únicos a passar pela dor. Juntos, encontramos meios disponíveis para abrandar os sintomas. Partilhando com o outro, percebemos que não somos vítimas:  Porque comigo? Por que eu tenho Parkinson? São perguntas que nos colocam como vítimas: “ se isto me aconteceu não tenho nada a fazer, tem que ser assim mesmo.” E toda uma vida fica estagnada.

Aceitar é conhecer, é admitir que  tenho Parkinson, mas o Parkinson não me tem.  “So´ superamos o que podemos aceitar.”

Para que eu tenho Parkinson? Para que as pesquisas continuem, a ciência encontre soluções e, quem sabe, para receber os benefícios dessas pesquisas. Com os nossos ais, nossas dores e movimentos, abrimos possibilidades.

Se eu não tivesse Parkinson , não teria participado do Encontro de Lazer em Salvador e conhecido tanta gente boa. Então, “nem todo mal é mau...”

Ana Flor, Genário, Jane e as colaboradoras Katia e Zezé, minha cuidadora  nesse evento a Fátima e a todos que participaram desse encontro com entusiasmo, alegria e  prazer,  o meu abraço agradecido e emocionado.

 Vocês me fizeram sentir uma pessoa de sorte...

                           Monica de Oliveira Souto

                                  

29 de abr de 2012

Aos amigos da Associação de Parkinson de Macaé-Rj

          Envolvidos pelo carinho e atenção de todos durante os momentos que passamos em Macaé,
 6ª feira, 27 de abril, nos sentimos muito bem. A sensação era de ternura, bem-estar. Parecia que nos conhecíamos a mais tempo. Nos sentimos “em casa”, “em família”.
          Com esse convívio ganhamos mais força, coragem para lutar pelas nossas necessidades, lembrando o poeta contemporâneo James Baldwin: Nem tudo que enfrentamos pode ser mudado, mas nada mudará enquanto não for enfrentado.
          Aprendemos muito com vocês.
Com a simplicidade dos Parkinsonianos que nos procuraram após a nossa fala,
  fazendo perguntas ou alguns comentários, mostrando não só, que perceberam as mensagens, mas principalmente, que estão bem informados, cuidados pelos terapeutas, médicos, voluntários responsáveis pela Associação. Parabéns!
          Dois anos de atividades e já está se consolidando um trabalho de esclarecimento com uma orientação firme e consciente da nossa responsabilidade. Os grupos existem para isso.
Devemos falar sobre nossas dificuldades e acreditar que podemos e devemos buscar ajuda dos Poderes Públicos e da Sociedade. Sofremos, mas convivendo com o outro, encontramos a sensação de bem-estar, de força. O exercício do sentimento de partilha, é muito importante na preservação da saúde. Vivendo com alegria, com entusiasmo podemos superar o Parkinson e,
 se isso não lhe impõe a derrota, detém o seu avanço.
Amigos, não desistam! Temos dois remos: a fé e o entusiasmo.
Estamos num mesmo barco!
Vendo vocês remarem Sentimos vontade de remar também...
         
O nosso abraço com admiração:          
   Monica Souto, Manoel Messias Souto,
Regina Pereira e Keila Santos.

28 de abr de 2012

Encontro em Macaé...



Visitamos a Associação de Macaé, nesta última sexta feira, dia 27 de abril,
para comemorarmos com eles seus dois anos de existência.
Fomos muito bem recebidos e por que não dizer "paparicados" pelas
meninas responsáveis pelo grupo...

 

Ao chegarmos a Renata nos levou para almoçar...
E que delicia de Almoço...Obrigada


As "mulheres de preto"...
todas ajudando a organizar a reunião e a festa...


Prontas para começar as atividades..


Antes de começar, Lourdinha fez uma oração ...

E nós, do GAp Niterói, desejamos:
Que Deus conserve esse grupo sempre unido e solidário
Que a Associação Parkinson de Macaé continue a crescer
e ajude a todos os que precisarem...


O Hino Nacional


O coral nos presenteou com o Hino de Macaé, e mais duas músicas...

Que coisa linda!!!


Monica começa contando um pouco de sua história com Macaé


Ela prendeu a atenção de todos conversando
sobre como podemos viver, e bem, mesmo com Parkinson


Apos a Monica falar sobre seu livro, fizemos uma dinâmica
em circulo, onde todos participaram


Depois desta atividade onde mostramos algumas brincadeiras
que são boas pra exercitar a Memória, voltamos para aos nossos lugares


Ao final cantamos Parabens pelos 2 anos da Associação
e tudo terminou num delicioso lanche.

E para terminar queremos agradecer o carinho, a alegria e toda a atenção
que vocês tiveram conosco.

Regina e Monica

As fotos não ficaram tão boas, desculpem...
em breve novas fotos...

15 de abr de 2012

A SAÚDE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO... TEM REMÉDIO?

É preciso gostar da vida, saber viver, para ver e ouvir o que se passa à nossa volta e, então, sair em busca. Amar, respeitar, ousar e ponderar encontrando soluções para as dificuldades que surgem.

Desafios? Devemos fugir ou enfrentar? Podemos superar impasses partilhando a vida com outras pessoas que vivenciam as mesmas dificuldades.
Escrevemos, em 2009, ao Sr. Secretário de Saúde do Estado do RJ, uma carta que foi publicada no Blog (TREMENDO PAPO), onde mostra as limitações para se conseguir medicação. http://umtremendopapo.blogspot.com.br/2009_11_01_archive.html

As leis que garantem o acesso aos tratamentos existem, os portadores de Parkinson têm direitos garantidos pela Constituição mas, nem todos tem condições de passar por essa maratona. E agora a situação ficou ainda pior, pois alguns medicamentos são dispensados pelo Estado e outros pelo Município.
Essa é a maior dificuldade agora em 2012. Soubemos que alguns municípios, além do nosso, não estão distribuindo o PROLOPA,(que é o principal medicamento do Parkinson), o BIPERIDENO , entre outros..

Aqui em Niterói, o GAP desenvolve um trabalho de conscientização, com o objetivo de congregar portadores da Doença de Parkinson e pessoas interessadas em apoiar o movimento; informar a opinião pública e meios de comunicação e levar conforto e esclarecimento que podem auxiliar no tratamento.

Para um Estado que monta projetos capazes de trazer para sua administração eventos de porte internacional, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas, o mínimo que se espera é que os investimentos internos e básicos para a melhor qualidade de vida de sua população estejam em primeiro plano.

Condições para isso o Estado tem. É preciso querer.

Monica de Oliveira Souto, Portadora de Parkinson, Professora, Psicóloga
Regina de Mattos Pereira Portadora de Parkinson, Professora.

0 comentários

13 de abr de 2012

DIA INTERNACIONAL DE CONSCIENTIZAÇÃO DA DOENÇA DE PARKINSON

O Grupo de Ajuda Parkinson Niterói-GAP
Convida
Encontro Mensal ao Ar Livre
Dia 14/04/2012 (Sábado) - às 10 horas
Local: Campo de São Bento
Entrando pela rua Roberto Silveira, a esquerda (próximo a Santa).




Olá pessoal!!!
Nossa reunião este mês será antecipada para o 2º sábado do mês, e será de maneira diferente. Faremos um Encontro no Campo de São Bento onde além de nos encontrarmos e conversarmos, distribuiremos alguma material de divulgação sobre a Doença de Parkinson e o GAP.
Podemos também, fazer alguma atividade (aguardarei um profissional se candidatar...rsrrrsr) podemos fazer alguma atividade de fisioterapia, de fonoaudiologia, uma atividade artística, uma atividade musical...ou outra atividade que alguém possa aplicar.
Enfim, nossa reunião esse mês será a céu aberto, e também aberta a quem chegar...
Preciso da sua aprovação, e a confirmação da sua presença.
Explicação necessária: O 3º sábado deste mês cai num feriado dia 21/04/2012 dia de Tiradentes. por isso resolvemos antecipar nossa reunião e unir com o Dia Internacional de Conscientização da Doença de Parkinson (11 de Abril)


Aguardo sua confirmação
bj Regina
Postado por Regina Pereira 0 comentários

30 de mar de 2012

II ENCONTRO NACIONAL DE LAZER - SALVADOR BAHIA

Olá!

Está chegando o dia do nosso encontro! Estamos preparando tudo com muito amor. Queremos todos com muita disposição. Achamos conveniente dar algumas dicas para vocês sobre o tipo de roupa que devem trazer.
Salvador é uma cidade muito quente, então podem abusar de roupas leves como shorts, bermudas, bermudões, camisetas, vestidos, tênis, sandálias, e não se esqueçam da roupa de banho, biquines ou maiôs, pois, temos uma ótima piscina no hotel e em frente, um mar delicioso. O hotel dispõe de transporte para levar e trazer da praia sem nenhum custo, começando as 07 horas da manhã, portanto, até as 08:00 dará tempo para um mergulho no mar.
No nosso primeiro jantar teremos um conjunto tocando na área da piscina. Será um Luau e quem tiver roupas estampadas, floridas, colares coloridos ou mesmo, uma fantasia de havaiana será legal.


No segundo dia para o city tour, aconselho também roupas bem leves. A noite teremos a festa na boite do hotel e também o jantar. Refletimos e decidimos que, em se tratando do horário, não fazer mais o jantar baiano visto que, a comida baiana é muito pesada.

No terceiro dia ás 09:00 iremos a Praia do Forte, vamos passear muito naquelas ruas maravilhosas, ir ás compras em suas lojas de artesanatos, roupas masculinas, femininas, etc. No almoço teremos várias opções como, comida italiana, chinesa, japonesa, baiana, dentre outras.



Na festa de despedida, à noite, com um jantar e muita música na área da piscina, vocês podem mostrar seus talentos como a dança com véus (Dalva), podem apresentar coral, mostrar algum trabalho da sua Associação. Portanto, a noite será nossa, vamos curtir tudo isso.

É uma pena que serão apenas 3 dias, pouco tempo para mostrar a vocês toda beleza da nossa cidade. Mas, com certeza nosso Encontro será maravilhoso e ficaremos na saudade.




OBS: Como temos um bazar na nossa Sede, quem quiser colocar na mala, uma roupa (homem, mulher, criança), que por qualquer motivo, não usa mais ficaremos agradecidos pela doação.


BOA VIAGEM, ESTAMOS ESPERANDO VOCÊS.

27 de mar de 2012

11 DE ABRIL- DIA INTERNACIONAL DE CONSCIENTIZAÇÃO DA DOENÇA DE PARKINSON

GAP _ GRUPO DE AJUDA PARKINSON NITERÓI
O grupo de ajuda aos portadores de Parkinson de Niterói se reúne no terceiro sábado de cada mês. São voluntários, familiares, cuidadores, amigos dos parkinsonianos que se encontram para dar apoio e resgatar a independência e a dignidade do paciente, normalmente deprimido e isolado da sociedade.

A Doença de Parkinson é um distúrbio neurodegenerativo progressivo, gerado pela falta de um neurotransmissor no cérebro, a dopamina. Essa substância ajuda a transmitir mensagens relacionadas ao movimento dos músculos, garantindo precisão e equilíbrio nas ações.

A Doença de Parkinson, difícil de ser tratada e ainda incurável, faz parte do cotidiano de muitos brasileiros. A falta de inclusão pode ser responsável por um sintoma: a depressão. A solidariedade e o carinho da família, aliados ao convívio saudável com os grupos de apoio, são fundamentais para que essa situação não ocorra.
Devemos falar sobre nossas dificuldades e acreditar que podemos pedir ajuda. Os grupos de apoio existem para isso, é um momento de aconchego e troca de conhecimentos.
Monica Souto abril 2012

“Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é, senão, uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota.”

Regina de Mattos Pereira 2616 34 24 99 97 05 54
Monica de Oliveira Souto 2622 25 57 99 96 93 21

GAP: PARTICIPEM

16 de mar de 2012

GRUPO DE AJUDA PARKINSON - NITERÓI

Amigos do GAP-Niteroi
No próximo sábado, dia 17 /03 teremos nossa reunião mensal. Como o espaço da Lemos Cunha está em obras, tivemosque procurar outro lugar, para isso contamos com a ajuda de alguns de vocês.
Por fim achamos o melhor local o auditório do Praia ClubeSão Francisco.
Este Clube fica na saída do túnel ( Icaraí – São Francisco) e por lá passam muitos ônibus , quase todos que vão para São Francisco, Jurujuba, região das praias, Pendotiba etc...
O horário será o mesmo de sempre de 14 às 16horas, com o lanchinho no final.
A Pauta da reunião ainda não está completamente fechada, mas teremos
. a Dra LorenPereira falando do seu trabalho de mestrado sobre Acupuntura e Parkinson. Aliás vamos confirmar a nossa vontade de participar deste trabalho.
. Falaremos também sobre o DIA INTERNACIONAL DE CONSCIENTIZAÇÃO DA DOENÇA DE PARKINSON – 11 DE ABRIL. No ano passado, fizemos uma panfletagem no Campo de São Bento... Vamos repetir a dose?
. E por último , porém não menos importante, o II Encontro Parkinsoniano de Lazer, que será no inicio de maio ,em Salvador, Bahia . Você já se inscreveu?
Obs-
1- Como não somos conhecidos no Clube, será feita uma lista com o nome de todos nós, por isso leve algum documento para provar que vc é vc mesmo, rsrsrsrsrs.
2- Por favor preciso que confirme sua presença.(ligue pra mim)

Um beijo para todos e até sÁbado
Regina M Pereira

11 de fev de 2012

ACUPUNTURA E DOENÇA DE PARKINSON

EFEITOS DA ACUPUNTURA NO DESEMPENHO DA MARCHA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON


Cara Drª Mônica,

Conversei contigo por telefone sobre a possibilidade de integrar voluntários Parkinsonianos ao meu projeto final de Mestrado em Acupuntura, no qual estou realizando em Cantagalo-RJ, num local anexo ao meu consultório de Fisioterapia, 04 sessões GRATUITAS de acupuntura (1 sessão semanal) em pacientes com Doença de Parkinson que tenham prejuízo na marcha (mais lenta, com passos mais curtos) e se disponham a participar da pesquisa.

A cada sessão, realizarei antes e após a acupuntura 2 testes. Um deles é para verificar o comprimento do passo (paciente dá um passo, eu colo uma fita crepe àfrente do pé dele e meço com fita métrica o tamanho do passo) e o outro é para verificar a velocidade da marcha (paciente anda por um corredor de 6 metros e eu marco o tempo que ele leva para completar o percurso), sendo que todos esses testes são feitos 3 vezes para que seja considerado o valor médio, de modo que a medida seja mais confiável.

Para participar, basta o paciente voluntário, que preencher os pré-requisitos (ter Doença de Parkinson E prejuízo na marcha), marcar previamente a consulta, levar documento de identidade e assinar o termo abaixo (ambos na consulta de estréia).

Como a senhora já sabe, a Acupuntura é um tratamento INDOLOR.

Não descarto a possibilidade de realizar a pesquisa em Niterói, porque preciso do maior número possível de voluntários. Por isso, seria ótimo se, de antemão, a senhora pudesse verificar com os participantes do seu grupo, até mesmo repassando esse e-mail, sobre o interesse deles em participar desse trabalho de Mestrado.

No entanto, como a pesquisa em Niterói ficaria bem dispendiosa para mim, já que eu mesma banco a pesquisa, peço que, caso ainda mantenha contato com algum Parkinsoniano de Santo Antônio de Pádua, repasse esse e-mail. Como trabalho lá uma vez por semana, caso seja mais fácil para os voluntários, posso realizar a pesquisa em Pádua, às terças-feiras, desde que haja um corredor ou calçada retos, com 7 metros de comprimento e um local de fácil acesso com cadeira para aplicação da Acupuntura.

Estou disponível para qualquer esclarecimento e desde já agradeço pela atenção.

OBS: peço que confirme o recebimento desse e-mail.

Dra. Loren da Silva Pereira


O GAP CONVIDOU A DRA LOREN PARA FALAR SOBRE O SEU PROJETO NA REUNIÃO DO DIA 17 DE MARÇO, 14.00 HORAS, LEMOS CUNHA 355.

QUEM QUISER PARTICIPAR DESSA PESQUISA COMO VOLUNTÁRIO, PODE SE COMUNICAR COMIGO OU REGINA.

AGUARDAMOS POR VOCÊ.

MONICA SOUTO E REGINA PEREIRA